Entrevista com Roberto Alves Banaco

Sobre o vídeo

Este vídeo traz uma entrevista com o professor Dr. Roberto Alves Banaco. Roberto é um dos mais bem sucedidos psicólogos clínicos, analista do comportamento, do Brasil. A entrevista foi realizada, em 2004, por Helio Guilhardi, outro dos mais bem sucedidos psicólogos clínicos, analista do comportamento, do Brasil e pela professora Maria Luisa Guedes.

Um pouco do histórico profissional do Roberto Banaco, pode ser encontrado no seu currículo Lattes: Psicólogo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1981), Mestre em Psicologia (Psicologia Experimental) pela Universidade de São Paulo (1984) e Doutor em Ciências (área de concentração: Psicologia Experimental) pela Universidade de São Paulo (1988). Atualmente é diretor acadêmico / professor da Associação Paradigma Centro de Ciências e Tecnologia do Comportamento. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Tratamento e Prevenção Psicológica. Membro do Conselho da Sociedade Brasileira de Psicologia e Membro do Conselho da Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental. Atua também naComissão de Acreditação de Analistas do Comportamento da ABPMC.

A entrevista começa com uma provocação bem humorada do Helio Guilhardi ao Banaco: “Como uma pessoa, tão legal como você, se tornou um behaviorista?”. Roberto Banaco conta a influência da professora Ziza, Sérgio Luna e Maria Lúcia Ferrara (Tutu) em sua formação. Também aponta a importância da sua formação em Psicologia Experimental pela USP-SP e a importância que os cursos sobre observação do comportamento teve em sua atuação profissional.

Roberto também fala da importância da crítica e autocrítica em seu trabalho profissional. Segundo ele, algo fundamental para que o sucesso não suba à cabeça. Afirma que um bom terapeuta em Análise do Comportamento precisa, no mínimo, ser um bom consumidor de pesquisa! Banaco foi meu orientador do doutorado e me ensinou (e ensina) muito.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *